Xiitas (em árabe: شيعة‎ , Shīʿah, abreviatura de شيعة علي, ‎Shīʻatu ʻAlī, “partido de Ali”)

  • O segundo maior ramo de crentes do Islã, constituindo 16% do total dos muçulmanos (o maior ramo é o dos muçulmanos sunitas, que são 84% da totalidade dos muçulmanos). Os xiitas consideram Ali, o genro e primo do profeta Maomé, como o seu sucessor legítimo e consideram ilegítimos os três califas sunitas que assumiram a liderança da comunidade muçulmana após a morte de Maomé.
  • Origem histórica do xiismo - depois da morte de Maomé, em 632, muitos acreditavam que ele havia escolhido como seu herdeiro e sucessor o seu genro e primo Ali. Logo após o falecimento, a escolha do novo califa foi organizada, mas, enquanto Ali e sua família aprontavam o enterro de Maomé, alguns sahaba, companheiros do Profeta, elegeram o novo governante da comunidade islâmica.
  • Sendo assim, Abacar foi designado o novo califa. Antes de morrer, Abacar designou seu sucessor, Omar, que foi assassinado em 644, dez anos mais tarde. Após ele, Otomã ocupou o califado até 656, ano em que foi assassinado. Finalmente, Ali assumiu o poder.

fonte: Wikipédia