Rosário – lat. rosarium, guirlanda de rosas, corda com contas.

Forma de devoção à Virgem Maria consistindo de uma série de orações de meditação através da repetição da Ave Maria, sobre a vida de Jesus desde a sua concepção até a sua Ascensão. A recitação completa de três Terços (Mistérios Gloriosos, Dolorosos e Gozozos e Luminosos).

S. Domingos de Gusmão (1170-1221), fundador da Ordem dos Pregadores, reestruturou a recitação do Rosário, acrescentando-lhe a citação dos mistérios da vida de Cristo como oração eficaz contra os inimigos da Igreja na época e em 1470 os Dominicanos espalharam essa devoção pelo mundo

Em 1571, o Papa S. Pio V (1566-1572), instituiu e oficializou na Igreja a devoção em comemoração à vitória de D. João D´Áustria sobre os turcos mulçumanos em Lepanto.

O Papa dominicano Clemente XI (1700-1721), instituiu a festa de Nossa Senhora do Rosário a ser celebrada no 1º domingo do mês de outubro, data próxima à grande vitória em Lepanto e acrescentou na Ladainha Lauretana a invocação “Auxílio dos Cristãos”. . O papa Leão XIII (1878-1903), recomendou a recitação do Santo Rosário durante o mês de outubro e o Papa J. Paulo II, em 2002, publicou a Carta Apostólica Rosarium Viriginis Mariae, proclamando Ano do Rosário até Outubro de 2003, inserindo cinco Mistérios Luminosos.