Reforma de Josias – No décimo-oitavo ano do governo do rei Josias, em 622 a.C., o sacerdote Helcias encontrou no templo, de forma históricamente inexplicável o texto do Livro da Lei (2 Rs 22,3).

Cem anos antes com a destruição da Samaria, capital do reino de Judá, o povo desviou-se da fé no Deus único e assumira as superstições e os ídolos pagãos dos seus conquistadores, os assírios (2 Rs 21,3-7). Contudo, com a descoberta da Lei, o povo em assembléia plenária a ela aderiu em peso (2 Rs 23,1-3); assim promoveu-se a consciência nacional com a reforma do culto, dos rituais e do clero, assumida pessoalmente pelo jovem rei Josias.

Essa reforma foi prematuramente interrompida, no ano 609 a.C., com a sua trágica morte no vale do Megido.

v. Arameus, Judá, Cisma,Armagedon.