Ramos - Inicialmente a festa dos Tabernáculos prescrita em Lv 23, 39-42, na qual o povo de Israel habitava por sete dias em tendas/barracas, feitas de ramos vegetais, marcada pela abundância dos frutos da terra e o uso de ramos e folhas de palmeiras e salgueiros.

No cristianismo tornou-se a festividade católica, celebrada no Domingo que antecede a Páscoa da Ressurreição.

Relembra a entrada triunfal de Jesus (no dia da festa judaica em 10 do mês de Nisã) pelo Pórtico de Ouro, o acesso externo a oeste do Templo de Jerusalém, aberta somente para as grandes festividades judaicas (cf. Mt 21,8 e sinóticos).

v. Tendas, Calendário Lunar Hebraico e das Festas Judaicas, Pórtico, Hosana.