Hinduísmo - Sanātana Dharma, sânscrito, “a eterna lei”.

  • A “eterna lei”, como tradição religiosa é a terceira maior do mundo
  • Sendo a maior religião politeísta do mundo no Hinduísmo não há um sistema único de crenças, seus conceitos são abrangentes e diversos e não preveem a existência de um único Deus.
  • A teologia hinduísta se fundamenta no culto aos avatares, manifestações corporais, da divindade suprema, Brama, e destaque é dado à Trimúrti - uma trindade constituída por Brama, Shiva e Vishnu onde Brama representa a força criadora do Universo; ainda há Ganesha, deus da sabedoria e da sorte; Matsia, que salvou a espécie humana da destruição; Sarasvati, deusa das artes e da música; Shiva, deus supremo, criador da Ioga; e Vishnu, responsável pela manutenção do universo.
  • O hinduísmo existe há pelo menos cinco mil anos, surgiu na região do vale do rio Indo, o mais longo e importante do Paquistão, que atravessa o norte da Índia e o país recebeu este nome por causa do rio Indo.
  • A religião não foi fundada por uma única pessoa e não tem um único livro para as suas as práticas, e sim vários. A coleção compõe os Vedas e outras escrituras importantes são os Tantras, textos considerados sagrados para o Hinduísmo. os Ágamas, sectários, os Puranas, além dos épicos Maabárata, Ramáiana e o Bagavadguitá, sendo o Maabárata, narrado pelo deus Krishna, é definido como um sumário dos ensinamentos espirituais dos Vedas.