Cismáticas, Igrejas – As igrejas Ortodoxas surgidas após o Cisma do Oriente:

  • • a Grande Igreja, o Patriarcado de Constantinopla, com precedência sobre as demais e se estende pela Turquia e Ásia Menor; Igreja Alexandrina (parte ortodoxa do Egito);
  • • Igreja Antioquena que se estende sobre a Síria, do Mediterrâneo ao Eufrates até as fronteiras ao norte da Ásia Menor e Palestina ao sul;
  • • Igreja de Jerusalém, na Palestina, de Haifa à fronteira com Egito;
  • • Igreja Cipriota, em Chipre;
  • • Igreja Russa, ortodoxa grega, independente desde 1589 e oito vezes maior do que todas as demais juntas, com um Sagrado Sínodo formado pelos metropolitas de Kiev, Moscou e S. Petersburgo;
  • • Igreja Carlovitz, formada pelos ortodoxos sérvios na Hungria e a de Czernagora, fundadas em 1765;
  • • Igreja do Sinai com um mosteiro reconhecido independente de Jerusalém em 1782;
  • • Igreja Grega, de 1850, sob o Sagrado Sínodo Russo;
  • • Igreja Búlgara, considerada cismática e excomungada desde 1872 pela Igreja Grega;
  • • Igreja nacional Sérvia, de 1879;
  • • Igreja nacional da Rumânia, de 1885;
  • • Igreja da Bósnia-Herzegovina, organizada desde a ocupação da Áustria em 1880;