Virgindade de Maria

  • A Tradição da Igreja, desde cedo, reconheceu a virgindade de Maria; Tertuliano, Sto. Ireneu, Sto. Inácio de Antioquia, Orígenes e outros contribuíram na formulação da teologia a este respeito, assim no Conc. de Calcedônia (451) falou de Jesus como “nascido da Virgem Maria”.
  • O 2º Conc.Constantinopolitano (553) destacou sua virgindade perpétua da Mãe de Jesus e no Conc. Lateranense (ano 640) encontra-se a definição de fé sobre a sua virgindade, antes, durante e depois do parto.
  • “Com efeito, o nascimento de Cristo 'não lhe violou, mas sagrou a integridade' viriginal da sua Mãe (Lumen Gentium 57).. A liturgia da Igreja celebra Maria como a “Aeiparthenos”, Sempre Virgem.” (CIC 499; Lumen Gentium 52)
  • No NT se encontra o fundamento sobre a Virgindade de Maria nos textos de Mt 1,24-25; Mc 6,3; Lc 1,34-45.