Trinitários ou Trinitarianos - Antiga Ordem fundada por S. Felix de Valois (1127-1212) e S. João da Mata, doutor da Universidade de Paris.

Após renunciarem suas posses e viverem retirados em oração e contemplação, lhes despertou a inspiração em fundar um instituto para a libertação dos escravos, proclamada pela Igreja como obra de Misericórdia .

Os dois fundadores levaram à Roma seu projeto, na época do Papa Inocêncio III (1198-1216) e a Ordem da Santíssima Trindade para a Redenção dos Cativos foi solenemente confirmada pela Bula Papal de 17 de Dezembro de 1198.

Ao retornarem à França o rei Felipe encorajou-os, concedendo-lhes benefícios e Margarete de Blois doou à Ordem o bosque onde os dois santos viveram em reclusão e onde foi erguido o Mosteiro de Cerfroi, que se tornou a casa-mãe do Instituto.

Os Trinitários foram os capelães da corte do rei S. Luiz da França. Há menção de apostolado similar, no séc. XIII, como a de Nossa Senhora das Mercês, fundada na Espanha por S. Pedro Nolasco, conhecida como Mercedários e a congregação das Irmãs Trinitárias fundada na Espanha, em 1612, por Maria de Romero e não fazia parte da original Ordem dos Trinitários, mas sim da congregação dos Trinitários Descalços da Espanha.