Servitas - A Ordem dos Servos de Maria, os Servitas, sigla OSM.

A quinta das grandes Ordens Mendicantes, com o objetivo de propagar a devoção à Mãe de Deus, particularmente aos seus Sofrimentos na Paixão de Cristo Iniciou com sete rapazes, jovens da cidade de Florença, Itália, como a Fraternidade dos Laudesi, os Veneradores de Maria, a quem a Virgem Mãe apareceu na Festa da sua Assunção, em 1233.

Nesta Aparição a Virgem Maria recomendou que se retirassem do mundo temporal e se devotassem totalmente às coisas eternas no que foi por eles atendida.

Os jovens então constituíram a 'Companhia de Nossa Senhora das Dores' e se retiraram inicialmente fora dos muros da cidade e depois para o Monte Senário, ao norte de sua cidade natal, onde a Virgem lhes apareceu novamente, conferiu-lhes um hábito negro e instruiu-os a seguirem a Regra de Sto. Agostinho

Assim, em Abril de 1240 fundaram a Ordem (oficialmente aprovada em 1249) sob votos de pobreza, castidade e obediência.

Esta Ordem produziu notáveis teólogos, filósofos, canonistas, exegetas, hagiógrafos e artistas sacros.

Entre os mais conhecidos Servitas estão S. Felipe Benício e S. Peregrino Latiosi (1265-1345), este, canonizado em 1726, tem seu corpo incorrupto até hoje.

Com a colaboração de Santa Juliana Falconeri, que era sobrinha de um dos sete fundadores desta ordem, Santo Alécio Falconieri, deram início à Ordem Terceira da Congregação dos Servitas, no séc. XIV.

Os sete fundadores desta Ordem, seis deles sacerdotes, foram solenemente canonizados pelo Papa Leão XIII em 1888.