Processão – gr. ekporeusis, origem, proceder.

A afirmação da fórmula latina de que o Espírito Santo procede ao mesmo tempo do Pai e do Filho, conforme o símbolo niceno-constantinopolitano, apareceu na Espanha, no III Sínodo de Toledo, em 589, e seu cânon 3 impõe a profissão do Filioque, bem como o Sínodo de Toledo em 663 aprova a sua introdução, como fórmula para combater o arianismo; o Credo interpolado do Filioque foi cantado pela primeira vez em S. Pedro em Roma. Na Igreja do Oriente não há dogma preciso sobre o modo de processão do Espírito Santo.

v. Filioque, Dogma.