Penitência – Para o cristão a penitência pode ter formas variadas, mas a Igreja recomenda, principalmente três formas, a Esmola, a Oração e o Jejum, como expressão da conversão, em relação a si mesmo, a Deus e aos outros.

  • Os tempos e os dias de penitência no decorrer do ano litúrgico são o tempo da Quaresma e cada uma das suas Sexta-feiras, momentos fortes da prática penitencial; nos exercícios espirituais, nas peregrinações e liturgias penitenciais (Cód. Can. 1249-1253);
  • Na Quaresma a penitência pode ser individual, interna, ou social (SC. 110). As antigas, rigorosas e cruéis, formas de penitência como o cilício e as disciplinas, a Igreja há muito não recomenda nem as permite, pela consciência de que o corpo é um dom de Deus.

v. Confissão.