Pálio – lat. pallium, capa, manto romano. Palavra que designa três coisas distintas

  • Acessório paramental litúrgico, de forma circular, com 5 cm. de largura, dois pendentes sobre o peito e costas, com 20 cm. de comprimento, feito em lã de carneiro, consistente e branca, com as pontas pretas e seis cruzes pretas bordadas, colocada em torno do pescoço, sobre a casula.
  • O Pálio, um alfinete de ouro com uma pedra preciosa, é usado pelo Papa, cardeais e arcebispos nas celebrações solenes e significa a comunhão com a Santa Sé,
  • Seu uso pelo Papa simboliza a plenitude do ofício pontifical (plenitudo pontificalis offici) e pelos Bispos; ele tipifica sua participação na força pastoral suprema do papa.
  • O pálio, como paramento corresponde no rito Grego, com certas diferenças, ao omophorium.
  • Também é a denominação dada à cobertura suspensa (sobre-céu) que protege o Santíssimo Sacramento durante as procissões internas ou externas, como a de Corpus Christi.
  • v. Omophorium, Confissão/Confessio