Palamismo - O conjunto dos ensinamentos doutrinários-teológicos de S. Gregório Palamas, porta-voz dos Sínodos de Constantinopla entre 1340 e 1360, canonizado em 1368.

  • S. Palamas concluiu a elaboração da doutrina pneumatológica da Idade Média Bizantina; a Igreja do Oriente no segundo Domingo da grande Quaresma celebra a sua memória e sua doutrina.
  • Segundo S. Gregório Palamas, a Santíssima Trindade se manifesta nas energias de Deus, uma luz acessível aos homens, “Beleza imutável do protótipo, a Glória de Deus, raio da divindade”, o fulgor que cegou Saulo a caminho de Damasco (At 22,11) mas também pode consolar e alegrar o coração humano e à qual um antigo hino ortodoxo (o Phos hilaron) a compara à “luz da glória de Deus”.
  • Para os Hesicastas essa é a mesma luz transcendente e eterna que, na Transfiguração do Senhor se derramou no Tabor (Mt 9,2ss; Lc 9,28-36).
  • Deus é luz (Jo 1, 4-5), energia que para S. Cirilo de Alexandria, é poder criador, mas não somente com a finalidade de criação.

v. Hesicastas.