Natividade - O mais antigo testemunho sobre a Gruta da Natividade, o lugar de nascimento de Jesus, vem do filósofo e mártir, S. Justino, séc. II, nascido na Samaria e por Orígenes, no séc. III, ambos se referindo à “gruta” da Natividade Mais tarde ,por volta de 325, o imperador Constantino e sua mãe, Santa Helena, erigiram magníficas construções cristãs; S. Jerônimo em 386 estabeleceu-se junto à Basílica e ali produziu a Vulgata; esta basílica do séc. IV foi substituída por outra de maiores dimensões e ricamente adornada no tempo das Cruzadas, cujos fragmentos foram descobertos pelas escavações arqueológicas em 1934-35. O monge beneditino Pedro Diácono, séc. XII, fala do local onde o anjo apareceu e anunciou o nascimento de Jesus aos pastores - já citado no fim do séc. IV por S. Jerônimo - , e ali a Igreja de Jerusalém celebrava uma festa na vigília do Natal e o novo Santuário dedicado aos Santos Anjos foi construído em 1954 pela Custódia da Terra Santa.

v. Belém, Cruzadas, Festas litúrgicas, Natal, Vulgata.