Misericórdia - lat. miserere+cordis, coração pobre. Atributo divino: Deus tem um coração compassivo, misericordioso (Sl 85/86,15); Jesus se compadeceu do seu povo e é o Sumo Sacerdote compassivo ( (Mt 9,35-36; Hb 5,2); o samaritano demonstrou compaixão com o próximo desconhecido (Lc 10,33).

  • Devoção à Divina Misericórdia Esta devoção foi propagada pela irmã polonesa, Faustina Kowalska (1905-1938), da Congregação da Mãe de Deus da Divina Misericórdia (fundada na França em 1818), conhecida na Polônia como “Irmãs Madalenas”).
  • O processo da beatificação da Irmã Faustina foi iniciado em 1965 pelo arcebispo de Cracóvia, Cardeal Karol Woityla, mais tarde eleito Papa João Paulo II, e Irmã Faustina foi canonizada em 2000.
  • Santa Faustina, em íntima união com o Senhor, recebeu inúmeras mensagens de Jesus, e assim se tornou sua colaboradora na obra da Misericórdia Divina, logo expandida pelo mundo, através da publicação do seu Diário.
  • Essa devoção foi suspensa temporariamente pela Santa Sé em 1959 e liberada em 1978.
  • A Festa da Divina Misericórdia, celebrada no 1º Domingo depois da Páscoa, é desejo expresso de Jesus em 1935 (Diário, 299,420,570,1517) e a Hora da Misericórdia foi indicada por Jesus como sendo Três horas da tarde (Diário de Santa Faustina, 1320,1572 (cf. Lc 23,44-46).