Maria, Mãe de Deus - gr. Theotokos. *

  • O Concílio de Éfeso em 431, proclamou Maria como verdadeira Mãe de Deus pela concepção do Filho de Deus em seu seio e assim o Verbo se fez carne.
  • A Igreja latina celebra Maria, Mãe de Deus no tempo litúrgico do Natal, no dia 1º de janeiro, dia santo de guarda.
  • No documento intitulado “Manifesto de Desdren”, um valioso documento emitido pela Igreja Luterana da Alemanha, publicado em 2002, sobre as Aparições de Nossa Senhora - os Santuários marianos, os milagres ali acontecidos e a veneração devida pelas Igrejas católicas evangélicas à Mãe de Deus - afirma que “Lutero honrou Maria até o fim de sua vida; santificava e cantava diariamente o Magnificat”.

v. Encarnação.