Jerusalém – em hebraico: ירושלים; romaniz.: Yerushaláyim; em árabe: القدس; al-Quds; em grego: Ιεροσόλυμα; Ierossólyma. . A cidade considerada sagrada pelas três principais religiões abraâmicas - judaísmo, cristianismo e islamismo.

  • a Jerusalém celeste é a Igreja universal, a Noiva do Cordeiro (Hb 12,22; Ap 21;)
  • a Jerusalém empírica, histórica, é a “cidade de Davi”, a antiga cidade de Sião, já ocupada no quarto milênio, a cidade dos jebuseus tomada pelo rei Davi (2 Sm 5,6-9; 1 Cr 11, 4-8);
  • a cidade santa, centro de peregrinações, onde ficava o majestoso e riquíssimo Templo reconstruído por Herodes no ano 19/20 a.C., concluído no ano 64 d.C. e destruído no ano 70 pelos romanos;
  • No ano 933 a.C., com a morte do rei Salomão, a crise política em Israel provocou a divisão entre as tribos de Israel, constituindo o reino de Judá ao norte, com Jerusalém por capital e o reino de Israel tendo Samaria por capital, no sul;
  • em 587 a.C. Jerusalém foi tomada por Nabucodonosor, rei da Babilônia, que a destruiu completamente, acabando com a independência do povo judeu que a reconquistou somente em 1947 com a criação do Estado de Israel, ainda em disputa com os palestinos.
  • Durante a sua longa história, Jerusalém foi destruída pelo menos duas vezes, sitiada 23 vezes, atacada 52 vezes e capturada e recapturada outras 44 vezes. A parte mais antiga da cidade foi estabelecida no IV milenio a.C

v. Israel, Judá.