Inquisição – Conforme o historiador Tácito (Anais, XV, 44), a rigor, a primeira Inquisição se deu em Roma, decretada pelo imperador Nero (54-68) após uma perseguição violenta contra os cristãos acusados pelo incêndio da cidade e se estendeu até o ano 313.

  • Com o surgimento do islamismo, em muitos países, inclusive a própria Terra Santa, em meados do ´séc. VIII, os cristãos perseguidos tiveram de se decidir entre a apostasia e o exílio,
  • Os tribunais da Inquisição entram em cena a partir de 1184 como decisão da Assembléia de Verona, Itália, com a participação de Frederico, imperador da Alemanha e o Papa Lúcio III,
  • No ano 1224 a heresia foi decretada como crime contra a ordem pública e o império, passível da pena de morte e, diante do modo geral de pensar da cristandade.
  • O Papa Gregório IX em 1231 aceitou para toda a Igreja a lei imperial e encarregou, além dos bispos, a ordem dominicana para administrar o tribunal eclesiástico estabelecido para a combater as heresias.
  • A Inquisição iniciou na França e a cruel Inquisição Espanhola (1420-1498) estabelecida pelo rei Fernando IV contra os mouros não passava de um tribunal do rei e instrumento de absolutismo estatal, que agia em desacordo com Roma e, diante disto ocorreu a excomunhão do seu sanguinário Inquisidor Geral, Tomás de Torquemada em 1474.