Índex - lat. índice.

  • A antiga, e hoje extinta, relação de livros condenados pela Igreja, emitida pela antiga Congregação do Índex, criada em Roma em 1543, em função de um cânon do Conc. de Trento para o exame pelas autoridades eclesiásticas, dos livros e autores considerados nocivos à fé católica.
  • Um famoso caso foi o de Erasmo de Roterdã, um ex-frei agostiniano que publicou em 1516 sua própria edição do Novo Testamento grego e outras obras criticando e satirizando a Igreja, todas incluídas no índex em 1553.
  • A conhecida Enciclopédia publicada na França entre 1751 e 1780, com 30 volumes, editada por Diderot e d´Alembert com contribuições de Voltaire, Rosseau, Motesquieu e outros filósofos, devido aos seus ataques à Igreja foi incluída no Índex em 1759, embora tenha continuado a circular.
  • Extinto esse Índex, na atualidade esse exame cabe à Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé, como, por exemplo, no mais recente caso da Notificação, em 1999, sobre os escritos do Pe. Anthony de Mello, SJ, indiano, falecido em 1987.

v. Humanismo.