Guadalupe – Título da Nossa Senhora, padroeira do México e da América Latina, relacionado ao local onde ocorreu a Aparição da Virgem Maria, em 12 de dezembro de 1531, ao nativo Juan Diego, no cerro Tepeyac, também denominado Guadalupe, México.

  • Na catedral da Cidade do México, encontra-se, preservado em um cofre especial, devido aos atentados e às condições ambientais, o rustico manto original de Juan Diego (canonizado em Julho de 2002) onde estavam as flores miraculosamente colhidas em pleno inverno a grande altitude e que ao ser entregue pelo índio ao Bispo D. Frei João de Zumárraga nela se viu uma extraordinária imagem da Virgem Maria.
  • Análises feitas por autoridades científicas no séc. XX, inclusive a NASA, após exaustivamente examinar esse grosseiro manto indígena, de fibras vegetais, indicam que os detalhes ali constantes da Imagem de Nossa Senhora não poderiam ter sido tão minuciosamente feitos, na época ou mesmo depois, sobre uma superfície de tecido vegetal tão rústica, por técnica e mãos humanas.
  • Entre os inúmeros detalhes desse manto, analisado pelos cientistas, está, gravada nos olhos da Virgem, registrando fielmente numa área muito reduzida de tecido uma imagem inusitada: a cena da entrega do manto ao Bispo com os presentes ao fato; a cena mostra a curvatura característica de uma moderna lente grande-angular (olho-de–peixe), técnica de pintura não alcançada pelos mestres da pintura séculos depois.

v. Nican Mopohua.