Bula – lat. 1. Originalmente era um selo circular de chumbo, com duas faces, similar a uma moeda, anexado a um documento e foi substituído, nos documentos Pontifícios, pelo selo com a marca do anel pontifical aplicado sobre o lacre. 2. Carta apostólica, circular, de interesse geral, emitida pelo Papa. As mais famosas Bulas foram: 1. a Doctoris Gentium de setembro de 1437, transferindo o Conc. de Basiléia, na Suíça, para Ferrara, na Itália; 2. o Papa João XXII (1316-1334) em sua Bula Sabatina confirmou o uso do escapulário e o privilégio sabatino; Bula Unigenitus, do Papa Clemente XI (1700-1721), em 1713, condenou o Jansenismo; 3. a Bula “Exsurge Domine” do Papa Leão X excomungou Lutero, sacerdote agostiniano, após queimá-la publicamente em 1521; a Bula Unam Sanctam, publicada em 1303, durante o histórico conflito com Filipe, o Belo, rei da França, na qual o Papa Bonifácio VIII (1294-1303) reivindicava o direito de suserania mundial do papado.