Armênia, Igreja – A última e a mais importante das instituições monifisistas em concordância, mas não em comunhão, com os Coptas e Jacobitas.

  • O monofisismo se espalhou na Armênia vindo da Síria e em 527 o primaz armênio rejeitou o Conc. de Calcedônia e o cisma eclodiu em 522.
  • Assim a Igreja Armênia se isolou da cristandade e como Igreja nacionalista, no estrito sentido, não tem membros que não sejam armênios, embora muitos armênios pertençam à Igreja oriental, chamados Armênios Gregorianos e se nomeiam ortodoxos.
  • Entre os seus bispos, quatro têm o título de patriarca e o primeiro deles, o Patriarca de Etchmiadzin (um mosteiro na província de Erivan, próximo ao monte Ararat , berço da raça e seu principal santuário), território russo desde 1928), leva o título de catholicos
  • 0 seu segundo dignitário é o Patriarca de Constantinopla, onde a igreja mantêm um bispo desde 1307. A igreja Armênia possui dioceses na Rússia, no Irã e na Turquia.
  • O apóstolo da Armênia foi S. Gregório, o Iluminador (ano 295), católico em comunhão com Roma.

v. Monofisismo, Copta, Jacobitas, Armênia, Síria, Bizantino.