Ano Litúrgico – O calendário religioso adotado pela Igreja desde o séc. X iniciava na Páscoa e hoje inicia no 1º Domingo do Advento quando as leituras da Missa mudam para um dos três ciclos, A, B e C (anos C são aqueles cujo milésimo é divisível por 3) para as leituras dominicais e em dois ciclos para os dias da semana (anos pares ‘p’ e ímpares ‘i’ .

  • Anos A a leitura obedece, em seqüência, o evangelho de Mateus;
  • Anos B leituras de Marcos;
  • Anos C leituras de Lucas; o Evangelho de João é repartido entre os três anos. Os dias santos e de guarda têm somente um ciclo anual.
  • O Ano litúrgico possui, fundamentalmente, dois ciclos: Páscoa (Quaresma, Páscoa, Ascensão, Pentecostes) e Natal (Advento, Natal, Epifania) e contêm o Tempo Comum que se divide com o prolongamento do Natal e o prolongamento da Páscoa, no total de 33-34 semanas.
  • Desde o princípio da Igreja o ponto alto do ano litúrgico era, como ainda é, a Páscoa da Ressurreição.