Anglicana – A Igreja nacional da Inglaterra, hoje cristã episcopal e protestante, criada em 1534 pelo Ato de Supremacia de Henrique VIII, sem mudar o seu culto (romano).

  • Em sua origem no século VI teve sua igreja incorporada à Igreja Católica Romana pelas missões gregorianas do século VI, lideradas por Agostinho da Cantuária.
  • A igreja inglesa renunciou a autoridade papal e voltou a ser independente de Roma por um ato do Parlamento no Ato de Supremacia em 1534.
  • Os anglicanos, cristãos professos, aceitam as Escrituras na Versão Autorizada, feita na Inglaterra, séc. VII, como suprema regra de fé e usam três Credos: dos Apóstolos, o Niceno e o Atanasiano, aceitam somente o sacramento do Batismo e da Ceia do Senhor;
  • Nela não há o celibato clerical, rejeitam o Papa, a Infalibilidade, a Eucaristia, a confissão auricular, a Virgem Maria e os Santos, o Purgatório e a oração pelos mortos, a doutrina das Indulgências, bem como inúmeras práticas católicas e os sacramentais.
  • O chefe da Igreja Anglicana, sempre é o Monarca da Inglaterra, na atualidade, 2020/2021, a rainha Elizabeth II; em sua estrutura legislativa, a Igreja é regida pelo Sínodo Geral da Igreja de Inglaterra, sendo este composto por bispos, clérigos e leigos, e regularizado pelo Parlamento do Reino Unido.

v. Episcopalismo, Calvinismo, Sola Scriptura//. https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_Anglicana